sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Deixa ir.


Deixa ir
A ilusão que pousou
Mas nunca ficou
Deixa ir
A dor que não venceu
Mas muito ensinou.
Deixa ir
O que se sonhou
Mas não deu flor
No jardim que o fascismo pisou.

(Mariana de Almeida).

Nenhum comentário:

Postar um comentário