terça-feira, 9 de maio de 2017

Menina.

Não espere por nada não;
Não espere pelo que há de esperar;
Não espere a colheita, menina
Daquilo que só se colhe no coração
Sem saber exatamente como foi semeado
O amor fertiliza
Os mais áridos corações.



Nenhum comentário:

Postar um comentário