segunda-feira, 5 de junho de 2017

Desnecessário.

Desnecessário dizer que a escuridão assusta
Que homem mente
Que homem mata
E que somente o mais fraco paga a pena;

Desnecessário dizer que o céu já é cinza
Que a tarde arde
Que a noite tarda
E que somente alguns ainda teimam e amam;

Desnecessário dizer que nunca te esqueci
Que os dias continuam iguais
Que a vida não vale um jornal
E que sei que algum dia ainda te verei;

Mesmo se ao longe
Você sorrindo, talvez juntos dos seus
Só para me mostrar que tudo valeu
E que nem todas as cores
Se apagam às dores do adeus.

(Mariana de Almeida).

Nenhum comentário:

Postar um comentário