sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Meu bem.

Meu bem,
Aceite meus pecados
Aceite minha dor
Aceite o meu melhor;

Não, não meu bem
Não tente me salvar
Não tente me curar
Não tente me roubar;

Pois minha dor foi lapidada
Como o mais caro diamante
Meus pecados todos
Me trouxeram até você;

Não estrague tudo agora
Não se corrompa
Não se perca do meu melhor
Juntos, seremos a vida;

Aquela vida,
Pura e verdadeira
Sem mentiras nem traição
Só amor e libertação.

(Mariana de Almeida).

Nenhum comentário:

Postar um comentário